Encontrado forte elo entre dor crônica e ansiedade ou depressão

blog-image

“É preciso reconhecer a comorbidade entre ansiedade e depressão e as dores crônicas”, diz a psiquiatra Laura Helena Andrade, coordenadora do Núcleo de Epidemiologia Psiquiátrica do IPq e uma das autoras do estudo. Dos cerca de 11 milhões de adultos da região metropolitana de São Paulo, 10%, sofreram com depressão nos últimos 12 meses. Já os transtornos de ansiedade acometem mais de 2,2 milhões de paulistanos – 990 mil também apresentam dor crônica.
leia mais


Smartphones e tablets 'ajudam' a potencializar dores crônicas, aponta estudo

blog-image

Se por uma lado os dispositivos móveis nos auxiliam no dia a dia na realização das mais diversas tarefas, por outro, segundo aponta uma recente pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), um total de 37% da população brasileira que utiliza tablets ou smartphones sofrem com algum tipo de dor crônica pelo uso desses aparelhos.
leia mais


Cefaleia é alvo de estudos há 30 anos

blog-image

Mal que atinge 5 milhões de brasileiros, a chamada cefaleia crônica diária, nome científico da dor de cabeça, vem sendo objeto de estudos há 30 anos. Enquanto médicos e cientistas ativam os neurônios para descobrir causas e soluções para o problema, milhares de pessoas apelam para terapias contra os mais de 200 tipos de dores no crânio já catalogados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCe), estima-se que 1,2 milhão de cariocas, o equivalente a 15 Maracanãs lotados, sofram de enxaqueca ou cefaléia migrânea, uma doença dos nervos e vasos sanguíneos do cérebro, que torna-se crônica por causa dos repetidos episódios de dor.
leia mais


Acupuntura melhora tratamento tradicional contra dor e depressão

blog-image

A acupuntura não é eficaz apenas sozinha: ela também pode ser usada para aumentar a eficácia dos cuidados médicos tradicionais, diminuindo a gravidade da dor crônica e da depressão. Foi o que demonstrou uma equipe do Reino Unido e dos EUA, liderada pelo Dr. Hugh MacPherson, da Universidade de York. A conclusão da equipe é que "há evidência significativa para demonstrar que a acupuntura fornece mais do que um efeito placebo".
leia mais