Acupuntura nas doenças inflamatórias intestinais

blog-image

Colite ulcerosa, doença de Crohn, doença inflamatória intestinal ou até síndrome de cólon irritável, quando diagnosticadas, são assumidas como perturbações para o resto da vida, porém existem terapêuticas alternativas que poderão solucionar e aumentar a qualidade do bem-estar.

A medicina chinesa, mais concretamente a acupuntura e a fitoterapia (medicação natural) têm uma grande eficácia na resolução da inflamação intestinal. Sintomas como desconforto abdominal, sensação de pressão na barriga, calor intestinal, cólicas, náuseas, vómitos, aftas, perda de peso, distúrbios oculares, artrite, febre, perda de apetite, diarreia crónica com vestígios de sangue e muito líquida, distúrbios dermatológicos, anemia com deficiência de ferro, fadiga, entre outros, fazem parte do dia a dia de muitas pessoas que tentam contornar estas caraterísticas da sua saúde pessoal.

“Num estudo realizado na Noruega foi comprovado que o uso da medicina complementar e alternativa é comum entre as pessoas que sofrem de doenças inflamatórias do intestino, o que corresponde a 49% de pessoas referente ao ano anterior em que o estudo foi realizado. Na Espanha, 23% dos pacientes, que sofrem de doenças inflamatórias intestinais, utilizam métodos alternativos.”

No World Journal of Gastroenterology, um jornal de elevado relevo na comunidade médico-científica, a eficácia exemplar do tratamento na doença de Crohn de acupuntura foi de 83,72%, sendo expressiva a redução da inflamação intestinal que se refletiu na redução significativa dos valores de CRP (proteína c-reativa) e ESR (taxa de sedimentação de eritrócitos).



Fonte: www.radiovaledominho.com